Com 33 escolas no país e mais de 250 unidades espalhadas em 10 países ao redor do mundo, a School of Rock ensina música baseando-se em uma metodologia única que carrega o seguinte lema: o palco é o melhor professor! A escola foi idealizada nos Estados Unidos, em 1998, pelo professor Paul Green, que revolucionou o aprendizado de música para crianças. Mas você sabe como essa prática de sucesso veio para o Brasil?

A primeira unidade School of Rock do país foi a de São Caetano do Sul, em 2013. Mas o modelo de master-franquia da escola começou em 2017 com Paulo Portela, que deixou o seu antigo cargo de CEO da BRANES, empreendimento conjunto da IBM e da Caixa, para apostar na ampliação da rede School of Rock Brasil. 

Tudo começou quando ele adquiriu, em uma viagem aos Estados Unidos, a revista Entrepreneur que elencava as 100 melhores franquias para investir. Durante a leitura, encontrou a School of Rock que aparecia como a franquia número 1 de “programas de desenvolvimento infantil”! Após alguns contatos com a escola, movido por suas paixões por música e desenvolvimento de pessoas, somado à segurança em trabalhar com a estrutura da maior rede de escolas de músicas do mundo, decidiu investir na marca.

Paulo foi instruído pela Master Franqueadora norte-americana a dar um primeiro passo importante: abrir uma unidade School of Rock para entender melhor como é ser um franqueado da marca. Assim, ele poderia adquirir maior expertise no assunto antes de se tornar o master-franqueado da escola no Brasil. Pronto: Paulo abriu as unidades de Moema e Jardins, em São Paulo, e, por dois anos, atuou como proprietário das duas! Em 2017, ele se tornou o master-franqueado da School of Rock no Brasil. 

No método desenvolvido por Paul Green, professor que inovou o ensino musical ao ver crianças desengajadas ao aprender de forma tradicional, Paulo enxergou a oportunidade de participar de um projeto que vai além do ensino técnico da música: mais do que teoria musical, a School of Rock inspira transformações na vida de crianças, jovens e adultos. Os alunos experienciam a vivência de tocar diretamente no palco, o que provoca o desenvolvimento de habilidades sociais e pessoais, como postura, desinibição, criatividade e auto-estima. 

Atualmente, o Brasil é o segundo mercado majoritário da marca, atrás apenas dos Estados Unidos. A rede é organizada por meio de um modelo de Master Franquia totalmente desenhado para o mercado brasileiro, estando presente, por enquanto, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina. 

Nos programas de ensino da franquia musical, o aluno tem aulas individuais e um ensaio em grupo semanalmente. A metodologia é aplicada através de temporadas temáticas em que os estudantes conhecem diferentes estilos do rock e cumprem com desafios de repertório. Ao fim de cada período, que dura de 4 a 6 meses, os alunos fazem uma apresentação final em eventos e casas de shows renomadas.

A School of Rock oferece também módulos internacionais e profissionalizantes em seu portfólio, como o Center Stage e o All Stars, proporcionando aos alunos a vivência de uma vida de rockstar – com turnês e apresentações em palcos de grandes festivais, como Lollapalooza e Summerfest -, além de workshops e imersões na indústria musical. Como diz o lema… o palco é, realmente, o melhor professor!